AVISO

Procedimento concursal comum para ocupação de um posto de trabalho de assistente operacional da carreira de assistente operacional – Coveiro

Redolfo Pereira

Mensagem do Presidente

Bem Vindos á página da União de Freguesias de São Sebastião da Giesteira e Nossa Senhora da Boa Fé

No passado dia 16 de Outubro tomaram posse os novos Órgãos Autárquicos desta União de Freguesias, é com um imenso sentimento de Orgulho, imensa humildade e com profundo sentimento de missão que tomei posse neste cargo e é algo que muito me honra.

Ler mais
S-sebastiaogeisteira

São Sebastião da Giesteira, no concelho de Évora, com 43 km² de área e 760 habitantes (2011), foi anexada em 1895 ao concelho de Montemor-o-Novo, tendo voltado para o município de Évora em 13 de Janeiro de 1898.

Depois disso foi anexada à freguesia de Nossa Senhora da Graça do Divor, em 1911, e assim se manteve até 18 de Outubro de 1926, ano em que foi constituída freguesia autónoma, tendo como anexa a de Nossa Senhora da Boa Fé.

Foi extinta em 31 de Dezembro de 1936, novamente recriada de 22 de Julho de 1975 e outra vez extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, para, em conjunto com Nossa Senhora da Boa Fé, formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de São Sebastião da Giesteira e Nossa Senhora da Boa Fé da qual é a sede.

Nossa Senhora da Boa Fé, no concelho de Évora, com 32,38 km² de área e 322 habitantes (2011), é uma freguesia rural que chegou a pertencer ao concelho de Montemor-o-Novo, segundo o Decreto de 15 de Julho de 1895, voltando novamente para o município de Évora em 13 de Janeiro de 1898.

Entre 1911 e 1926 a foi anexa à freguesia de Nossa Senhora da Graça do Divor, sendo desanexada desta em 18 de Outubro de 1926, e anexada à de São Sebastião da Giesteira. Em 31 de Dezembro de 1936, passou novamente a ser uma freguesia autónoma.[1]

Foi extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, para, em conjunto com São Sebastião da Giesteira, formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de São Sebastião da Giesteira e Nossa Senhora da Boa Fé.

EVR-nossasenhoraboafe
VISITE

O NOSSO PATRIMÓNIO

#striped-custom-633339208fe6d i {font-size:40px; line-height:92px;height:92px;width:92px;}#striped-custom-633339208fe6d span {width:192px;height:192px;}#striped-custom-633339208fe6d i {color:#8e1d2f;}#striped-custom-633339208fe6d i {border-color:rgba(255,255,255,0.01);}#striped-custom-633339208fe6d i {background-color:#ffffff;}#striped-custom-633339208fe6d:hover i {color:#ffffff;}#striped-custom-633339208fe6d:hover i {background-color:#8e1d2f;}#striped-custom-633339208fe6d:hover i {border-color:#8e1d2f;}#striped-custom-633339208fe6d span span {background-color:rgba(255,255,255,0.2);}

PAISAGEM

O território da União de Freguesias de S. Sebastião da Giesteira e Boa-Fé é dominado por importantes e extensos montados e em bom estado de conservação, maioritariamente de sobro, mas também de azinho ou mistos em zonas mais restritas.

Em subcoberto dispõem-se arrelvados mediterrânicos, de floração primaveril ou estival, que conferem à paisagem cores únicas.

Ler mais

Anta do Pinheiro do Campo

Inicialmente escavada por Gabriel Pereira no século XIX, trata-se de uma anta característica daquele que se poderá considerar como o “universo do megalitismo eborense”. Tomando como principal protótipo a Anta Grande da Comenda da Igreja, situada em Montemor o Novo, também este monumento possuí uma pequena câmara poligonal alongada, cujo diâmetro varia entre os 2,5 m e os 3 m, composta por sete esteios, ainda existentes “in situ”.

Ler mais

Ponte Antiga

Ponte Antiga em bom estado de conservação com três arcos de volta perfeita de abertura desigual e dois dos pegões protegidos por talhamares.

Apresenta guardas baixas onde se abrem goteiras a montante. O tabuleiro de perfil horizontal com 27 metros por 3 metros, apresenta vestígios de alteamento em data indeterminada, talvez coincidente com a construção ou remodelação do lagar vizinho.

Ler mais

Igreja de S. Sebastião da Giesteira

Muito do que se conhece da história da Igreja desta freguesia passa mais pela santa que ela guarda do que propriamente do edifício e mesmo o que se sabe é resultado da transmissão oral dos antigos. Falamos da Nossa Senhora da Guia, resultado da história de um pastor devoto a quem terá aparecido a virgem e que, por causa dessa história, terá sido importunado pela “Santa Inquisição”.

Ler mais

Igreja da Nossa Senhora da Boa-Fé

Bastante reformada nos séculos XVII e XVIII, a Igreja da Nossa Senhora da Boa-Fé conserva um curioso portal manuelino, elemento arquitetónico sobrevivente da primitiva fundação.

Tem alpendre de sete arcos de volta perfeita de alvenaria, decorados com pilastras escaioladas de ocre e frontão com enrolamentos.

Ler mais

ORÇAMENTO, PLANO DE ACTIVIDADES E MAPA DE PESSOAL

S. Sebastião da Giesteira e N.ª S.ª da Boa Fé

A união de freguesias de S. Sebastião da Giesteira e N.ª S.ª da Boa Fé resulta da junção de duas comunidades, cada uma com a sua riqueza própria, património natural e cultural particular e tradições distintas. Juntas reforçam e valorizam este território onde a humanidade se instalou à milhares de anos e que teima em não abandonar.

Saber mais

Equipamentos da União de Freguesias